11 de fev de 2014

As "guerrinhas" Yaoi x Yuri+Recomendações


Olá Zumbizetes~! O post de hoje será sobre um assunto polêmico Como mamilos -nnn que será sobre Yaoi e Yuri e o preconceito que algumas ou alguns fãs tem com cada um. Na verdade, eu resolvi desabafar um pouquinho, então se for algum/alguma fangirl/boy irritante que não aceita opinião alheia, não leia o post a seguir, obrigada.  Por exemplo, eu já vi MUITAS pessoas criticando o Yaoi por "Ah, mas Yuri é diferente... Tipo... São garotas e elas são mais delicadas, é mais bonito, e blá, blá, blá..." e eu já ouvi algo não muito longe disso sobre Yuri de algumas fãs de Yaoi. O que estou dizendo é que, isso que vocês fazem é um tipo FORTE de preconceito... [...]

[...]E demonstra quanto fraco podem ser a percepção de aceitar o diferente. Eu pensei em escrever  uma postagem a onde eu dizia coisas em Fangirls/boys que me irritam nesse aspecto. Tudo começou quando eu vi uma discussão no fórum a onde a "Vic-Cafetona" (Só eu posso chamá-la assim, ok? u_u) acabou falando que gostava de Yuri também e basicamente ela foi quase mutilada de opiniões grosseiras ou até mesmo relutantes sobre esse fato. Eu só fiquei observando e ontem eu discuti sobre esse assunto com ela e tive a ideia de fazer a postagem. Vejamos bem:  Yaoi é HomemXHomem, Yuri é MulherXMulher; Ambos possui uma história romântica; Ambos são uma forma diferente de demonstrar a homofetidade. Eu realmente não entendo e tão pouco quero entender como funciona a mente dessas pessoas. Tanto Yaoi e Yuri é uma forma de quebrar as barreiras do preconceito, mas aí chega alguém e consegue fazer um preconceito de algo que serviu para quebrar preconceitos. Por exemplo, eu AMO Yaoi, tipo, MUITO, porém não tenho essa ligação com Yuri mas curto assistir também. Não tenho essa de: "Ah, mas Yaoi é totalmente diferente de Yuri, blablabla..." Pôs como eu disse, é ridículo. Você ficar comparando ou falando que é "esquisito" com um grupo ou com outro reforça o preconceito. Dois homens namorando é amor, duas mulheres namorando é amor, um homem e uma mulher namorando é amor também. Não existe um "mais", cada um tem o seu modo de amar, essa é a questão. Então por favor, parem de ficar discutindo algo que não tem sentido. 
Pois é, eu tinha que desabafar, desculpa se o post não tem nada a ver. Mas como estamos dessa de Yuri, Yaoi e tudo mais, vou recomendar uns 5 animes desses gênero. Não vou falar os mais esquecidos que eu conheço pôs talvez não gostem e também queria recomendar meio que os meus primeiros desse gênero. Bom... Prontos ou não, lá vou eu~!

1. Strawberry Panic.


Sinopse: A história de Strawberry Panic! gira em torno da vida das adolescentes que frequentam uma das três escolas filiadas: Miator, Spica e Lilim. A personagem principal é Aoi Nagisa, uma jovem que é transferida de outra escola para o quarto ano na Miator. No começo do anime ela está entrando no terreno do campus distraída com a beleza do local, mas é surpreendida quando ela acidentalmente tropeça e desce em um colina, fazendo com que fique perdida e desorientada. Enquanto caminhava em volta do terreno tentando descobrir onde ela está, esbarra em Shizuma Hanazono, que depois descobre que é a Etoile, uma pessoa muito importante que atua como mediador entre as diferentes escolas e tem funções específicas que ela deve cumprir. Nagisa fica impressionada com a beleza de Shizuma e permanece imóvel. Após Shizuma lhe beijar a testa, Nagisa desmaia e quando acorda está na enfermaria da escola. Numa cadeira ao seu lado está uma outra menina da mesma idade, Tamao Suzumi, que informa que vão ser companheiras de quarto no dormitório. No decorrer do anime, Nagisa é apresentada as outras alunas de cada uma das três escolas. A série abrange as relações que as personagens constroem umas com as outras, culminando sempre que dois dos personagens começam a namorar. O foco de Strawberry Panic! é as relações entre as moças das três escolas.

2. Sekai ichi hastukoi.


Sinopse:  Sekai ichi hatsukoi conta a história de Ritsu Onodera, um editor literário, demite-se da companhia de publicação de seu pai, devido ao ciúme de seus colegas de trabalho quanto ao seu sucesso, alegando que ele está somente montando no negócio do pai. Ele decide ir para a editora Marukawa, mas em vez de ser colocado no departamento de literatura almejado, é colocado no infame departamento de Shoujo mangá, Emerald. Inicialmente, ele decide ficar por umas semanas e depois demitir-se, principalmente porque ele encontra o seu novo chefe, Takano Masamune, intolerável, irritante e irredutível desde o início. No entanto, Takano inadvertidamente convence Onodera a ficar com o trabalho, pois chamou-o de "inútil" e seu orgulho forçou-o a ficar para provar o seu valor. Mais tarde, Onodera descobre que o antigo sobrenome de Takano era Saga, um antigo colega de colegial por quem Ritsu se apaixonou pela primeira vez, e se declarou.

3. Maria-sama ga Miteru.


Sinopse:  A história de Maria-sama ga Miteru passa na escola católica Lillian, somente para meninas. O foco é voltado para os personagens e as suas respectivas interações. Um aspecto interessante é o uso da língua francesa (de fato, o subtítulo é La Vierge Marie vous regarde, A virgem Maria vos guarde, em francês), muito embora não seja necessário fluência nessa língua para entender a trama. A escola, a qual foi fundada em 1902 em Musashino, Tóquio é tida como elegante, pura e bastante prestigiada. As estudantes são bastante respeitáveis e comportadas. Na escola há uma tradição conhecida como Sistema Soeur (Soeur em francês significa Irmã), na qual uma aluna do segundo ou terceiro ano, a Grande Soeur (Irmã Maior) dará seu rosário a uma estudante primária, a Petite Soeur (Irmã Menor), prometendo cuidar e guiá-la. No começo da história, a novata Yumi Fukuzawa é inesperadamente abordada com o pedido de ser petite soeur da secundarista Sachiko Ogasawara. A história tem fortes elementos de romance entre meninas, alguns pontos reforçam esse contexto: o uso dos lírios, o nome das estudantes e também o da escola . Embora apenas uma relação entre as garotas seja mostrada explicitamente (em flashback), é evidente que muitas das Soeurs possuem relacionamentos que ultrapassam a amizade mas queainda distanciam-se da insinuação de romance. Isto porém, não impede que o fãs e criadores de dōjinshi elaborem suas próprias versões destes potenciais romances.
4. Koisuru Boukun.



Sinopse: Koisuru Boukun  é uma serie de mangá do gênero yaoi, escrita e ilustrada por Hinako Takanaga. A história é a continuação de Challengers, da mesma autora, mas agora com o irmão de Tomoe Tatsumi, Souichi Tatsumi, como principal.   Tetsuhiro Morinaga é um estudante universitário que é apaixonado pelo seu senpai (veterano), Souichi Tatsumi, que além de ter um comportamento explosivo e ser muito frio é homofóbico. A história começa após Morinaga confessar que é gay e que está apaixonado por Souichi, porém mesmo após isso, eles continuaram a serem amigos, com a promessa de esquecer tudo. Depois de Souichi descobrir que o casamento gay foi legalizado na Califórnia, onde seu irmão Tomoe estava morando com seu namorado Mitsugu, ele fica extremamente furioso, para acalmá-lo Morinaga o convida para beber em sua casa. Após a a bebida acabar e Morinaga ir comprar mais, Souichi vasculha toda a casa e acaba confundindo um afrodisíaco com álcool, a principio parece que não surte efeito, mas quando acorda de noite, ele percebe que está excitado. Mesmo tentando fazer o minimo de de barulho para não acordar Morinaga, ele acaba caindo e acordando Souichi, pois o afrodisíaco havia o deixado muito fraco. Morinaga o ajuda a se aliviar e incapaz de conter-se mais, faz sexo com Souichi mesmo que ele tente o impedir. Na manhã seguinte, Souichi manda Morinaga nunca mais aparecer na sua frente e o expulsa do seu próprio apartamento. Assim ele some, não aparece nem na faculdade e nem em seu apartamento. Ao longo dessas semanas Souichi fica desesperado e vai todos os dias no apartamento de Morinaga, até que um dia, quando ele estava pela segunda vez no dia procurando por Morinaga, nota que a luz de seu apartamento estava acessa, e corre desesperado, lá após re-encontrar Morinaga, ele descreve toda sua preocupação e Morinaga entende tudo como praticamente uma declaração de amor. Mesmo relutante, após uma pequena chantagem Souichi aceita, e assim se desenvolve lentamente um romance que continua no mangá.

5. Okane ga nai.


Sinopse: Okane ga Nai, é um mangá yaoi escrito e desenhado por Hitoyo Shinozaki e ilustrado por Tohru Kousaka e publicado desde 2002. Foi adaptado em um drama CD e um OVA em quatro episódios em 2007. Yukiya Ayase é um estudante universitário. O único parente que lhe resta, seu primo Tetsuo, trai a confiança literalmente e o coloca à venda em hasta pública para saldar a multidão com inúmeras dívidas que ele possuía. Na negociação, Ayase acaba por ver a cara de Somuku comprando-o pelo valor de ¥ 120.000.000: é porque o homem ainda se lembra o jovem depois de 4 anos, quando um desconhecido perfeito o ajudou em uma situação difícil (ferido e abandonado em um beco é resgatado por Yukiyo). Agora quer manter perto dele Yukiyo, usando a "chantagem" da dívida de 120 milhões e forçá-lo a viver em sua casa. Desde os dezoito anos de idade ainda é um estudante e, em seguida, não tem nem um emprego nem uma renda estável, foi forçado a vender seu corpo para o homem que o comprou em leilão, saindo da dívida de 500000 ¥  para cada vez que você conceda dele.

Fonte das sinopses: Wikipédia
#----------

Bom, esperam que tenham gostado da postagem, como sempre, se manifestem e comentem a sua opinião nos comentários, eu irei responder o melhor possível! ^_^ É isso, estou indo na velocidade da luz~~~!!! /o/

Nenhum comentário :

Postar um comentário